Site de Poesias

Menu

A boiada

A boiada
 
 
Na estrada, com a boiada,
Ele vai tocando o berrante,
É ágil na cavalgada
Não perde um boi, se distante.
 
Ele passa o dia e a noite,
Tocando essa boiada
- Só por Deus, não leva açoite
De uma rés desgarrada.
 
Homem forte o boiadeiro
A pele tisnada do sol,
Contra as onças, é guerreiro
No amor... é rouxinol !
 
Toca a boiada na estrada
Da fazenda, ao tendal,
Seu negócio é a renda
Mas tem dó, do animal !
 
São Paulo 23/01/2017 (data da criação)        
Armando A. C. Garcia

 
Visite meus blogs:
http://brisadapoesia.blogspot.com
http://criancaspoesias.blogspot.com
http://preludiodesonetos.blogspot.com         
   
Direitos autorais registrados

 
Mantenha a autoria do poema

Compartilhar
ARMANDO A. C. GARCIA
23/01/2017

  • 0 comentários
  • 31 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados