Site de Poesias

Menu

PALAVRAS INDISÍVEIS?

“PALAVRAS INDISÍVEIS”

( de Madalena Ferrante Pizzatto )

 

Minha palavra sem contexto    

chora baixinho no meu porão. 

Carrego minha dor no texto  

num poema que não seduz,   

uso algumas rimas inúteis   

e “palavras indisíveis”. 

 

Eu vivo- pulso- explodo

( malabarista e insustentável )

Sou peito aberto -  Sou poeta! 

Compartilhar
Madalena
13/01/2017