Site de Poesias

Menu

HUMANAMENTE HUMANO

TEM VEZES QUE SOU BRASA

TEM VEZES QUE SOU GELO

TEM VEZES QUE SOU RISO

TEM VEZES QUE SOU CHORO

TEM VEZES QUE SOU MUITO

TEM VEZES QUE SOU POUCO/NADA

TEM VEZES QUE SOU PERFUME

TEM VEZES QUE SOU PURO ODOR DESAGRADÁVEL

TEM VEZES QUE VOU

TEM VEZES QUE QUERO FICAR

SOU ASSIM

UM PURO SER ERRANTE

NUM VASTO MUNDO DE IMPERFEIÇÕES

UM SER A VIR A SER

UM SIMPLES HUMANO.

Compartilhar

A humanidade tem perdido cada vez mais a suma simplicidade. Buscando onde não existe, vamos caminhando, cambaleando, errando. Procurando encontrar e desafinando na vida. São Joaquim de Bicas- Minas Gerais

Onivid ed Ortsac Saiuqalam
13/12/2016