Site de Poesias

Menu

Meu Sonho

Amareladas pelo tempo
Minhas mãos tocam
Revejo levemente a mim
Escrevendo
Já faz anos
São tantos
Que meus olhos nem se lembram
Minha letra mudada
De criança infantilizada
Mas uma professora um dia lhe disse
Mude esse “f” menina
E não esquecida
Ela forçou a própria caligrafia
Mas, sempre guardou as folhas
Que agora viraram um conto
Um pouco
Bem, bem diferente eu diria
Porém, foi sua inspiração
Nesse dia

Compartilhar

sobre um livro que pretendia escrever... quem sabe consiga... a história está na minha cabeça. Botucatu - São Paulo

Marcela Hebeler Barbosa
10/09/2016

  • 1 comentário
  • 96 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados