Site de Poesias

Menu

UM CONTO E DITO

UM CONTO E DITO

Era uma vez, um duende bonitinho
Mais esse duende queria todas as fadinhas
Não se importando se era branquinha, mulatinha, negrinha ou japonesinha
Todas ele queria...
Até que um dia, uma fadinha esperta, desmascarou o duendinho
E o duende que era duende virou pinóquio
Nariz cresceu, e o pau comeu!
As mentiras vieram a tona.
E as fadinhas se uniram... 
E onde o duendinho que virou pinóquio passa todas ficam alerta!
Se uma mentira ele contar.
Elas nunca mais vão acreditar
E assim as fadinhas puderam ser felizes
Cada uma encontrou seu principe
Ou um duende que não virou pinóquio
LáFeOli

Compartilhar
Laura513
31/07/2016