Site de Poesias

Menu

A CHUVA

A CHUVA

 

Através da janela  

vejo a chuva que caí 

insiste mansamente.  

Sons das gotas da chuva,

a sinfonia fria 

bate e molha a vidraça. 

Divina fina  chuva.  

 

Vejo luzes dos reflexos 

da chuva no asfalto, 

as minhas lembranças 

retornam ao passado.

Saudade e melancolia 

da minha doce infância. 

Aí meu coração chora 

 

O ritmo da chuva insiste 

Compartilhar
Madalena
19/07/2016