Site de Poesias

Menu

PRESENTE...

 

 

 

PERDERAM-SE NAS GAVETAS,

TRANCADAS À SETE CHAVES,

AMARELADAS PÁGINAS 

DO QUE FUI UM DIA.

CARTAS...

RETALHOS

DE UM PASSADO LONGÍNCUO

QUE VALEU A PENA TER VIVIDO.

QUE POVOAM FURTIVAMENTE

MEUS PENSAMENTOS 

ALGUMAS VEZES.

MAS NÃO !

NÃO PERMITO

QUE SE APROXIME DE MIM

A TRISTEZA.

DEIXO COMO LEGADO

AOS JOVENS

A ANSIEDADE PELO FUTURO.

AOS CARCOMIDOS PELA SOLIDÃO,

O PASSADO.

SOU SÓ PRESENTE !

EMBRULHADO COM PAPEL COLORIDO

E FITA E TUDO.

O PRESENTE !

ESSA DÁDIVA DE DEUS

QUE É VIVER ...

"UM DIA DE CADA VEZ !" 

 

Manhã doce e silenciosa na minha Itanhaém...mais um dia a ser desvendado.

Maria Isabel Sartorio Santos.

Compartilhar
Maria Isabel Sartorio Santos
15/07/2016

  • 1 comentário
  • 252 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados