Site de Poesias

Menu

MINHA MÃO É MINHA ESPADA

MINHA MÃO É MINHA ESPADA 

 

Numa fria madrugada,

a luz sutil da meia lua

entra pela minha janela.

Abstrata- incompreensível 

entre medos e minhas dúvidas,

as palavras mancham o papel

gota a gota…gota a gota…

e faz o meu coração sangrar

através dos versos da poesia.

 

( a minha mão é a minha espada )

Compartilhar
Madalena
25/06/2016