Site de Poesias

Menu

Solidão

[Ilustração não carregada]

 

Quem me vê, aqui, no alto,
Não sei nem o que vai pensar...
Janelas fechadas, durante o dia
E abertas, ao luar!

Desconhece a solidão que sinto
E o que estou a passar
Num espaço assim... tão grande
E, sozinha, a divagar!

Durante o dia, nem percebo
Mas, à noite, solidão a apertar
Abro as janelas e não me sinto sozinha
Deixo o barulho de fora me acompanhar!...

São vozes anônimas da rua
Por um oásis  a passar
No deserto de um coração 
Que ainda tem sede de sonhar!...


 


 
 Mostrar mensagem original

Compartilhar

Sempre que me sinto sozinha, abro as janelas e deixo o barulho da minha rua (muito movimentada) entrar ( aqui, nessa altura!) e vir me fazer companhia Juiz de Fora, maio de 2016

Mena Moreira
24/06/2016