Site de Poesias

Menu

Do Luxo ao Lixo

 
 
 
 
Quando eu tinha você, minha vida era um paraíso, eu cantava dançava até  na chuva
Sorria até pra lua, flutuava entre as constelações, qual um garoto em festa de são João.
Não sei onde errei o meu mundo caiu em ruína, se isto é minha sina, viver como um anjo caído,
É  ir do céu ao inferno.
 
Com sua desistência da minha presença em sua vida,
Eu fui do luxo ao lixo, volta, por favor, meu amor, faça esta reversão em seu coração.
Tirando-me do lixo de volta ao luxo que é o seu amor.
Não suporto viver no rodapé, do meu castelo que é você mulher.
 
 
 
 
 

 
 

Compartilhar
João Marques JM
18/06/2016

  • 0 comentários
  • 42 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados