Site de Poesias

Menu

BARRO & ALMA (corpo & mente)

 

BARRO & ALMA

( corpo  & mente)

Ela  negou  que  fosse 

feita de barro,  da matéria,

de alguma  coisa  vil.  Achou-se

santa. Jamais  seria  barro !

Assunção  dum  -não-

de dramas  e  a  bastante    

santidade da  só  pureza.

Dos olhos  firmes  sem  

choro,  do  corpo  forte

e   fechado,  pra  dor de 

ser  gente !

Só  que o amor um dia  de

repente  chegou.  O  corpo

oscilou, tomado  pelo desejo. 

E o coração  em frêmitos, 

bateu  alto  e forte.  Então  

a  sensação  de ser   santa 

passou   e o de  ser  mulher, 

fez-se  e ficou !

Primaveras  que   seguem

e  como  tudo,  levou  certo

dia o  próprio amor,  num 

adeus  molhado.  Molhado 

nas lágrimas  que  rolaram 

de  seus  olhos:  lágrimas

quentes,  salgadas

e . . . barrentas !!!!

 

Compartilhar
versejando ( ao estilo de Pessoa )
16/04/2016

  • 2 comentários
  • 158 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados