Site de Poesias

Menu

VELHO SOB A CHUVA

 

 

 

A estátua segue passado

 

O sentinela segue estátua

 

O espantalho segue sentinela

 

O Cristo segue espantalho

 

O mendigo segue Cristo

 

A fome segue o mendigo

 

A lápide segue a fome

 

O salário segue lápide

 

O pecado segue salário

 

O olhar segue pecando

 

A estátua pisca o olhar

 

O sentinela ameaça mirar

 

O espantalho se espalha

 

O Cristo anistia

 

O mendigo esmola

 

A fome devora teu abdômen

 

A lápide aguarda teu nome

 

O salário será pago

 

O pecado, quiçá, perdoado

 

O olhar segue sob a chuva:

 

Imóvel olhar do passado

 

Compartilhar
Praciano
03/02/2016

  • 1 comentário
  • 39 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados