Site de Poesias

Menu

lugares e coisas

[Ilustração não carregada]

                                                         lugares e coisas


sou o templo
dos meus tantos deuses
criados a esmo e à revelia
para amparar os meus tormentos
para estancar minha sangria

sou a vila
das minhas casas
das tantas e tantas moradas
de tantas lembranças que ficaram
e de tantas outras que sumiram

sou o relógio
do meu tempo
das minhas horas contadas
dos meus dias de labuta e espera
dos meus dias de ócio e preguiça

sou o livro da minha vida
dos meus encontros e desencontros
das minhas chegadas e partidas
de tantos sonhos negados
mas outros tantos vividos
do meu riso e do meu pranto
das tantas páginas não lidas

Compartilhar
Edimo Ginot
28/01/2016

  • 3 comentários
  • 104 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados