Site de Poesias

Menu

O NATAL É O PORTAL DA FRATERNIDADE

Que da Providência Divina venha o consolo,
Para aquele que sofre e chora,
E para quem se perde na prática do dolo
Saiba que o arrependimento não tem hora
 
Àquele que se nega a evoluir,
Que não sabe dar e pedir perdão,
Está aqui no mundo sem existir
Não é consciente é uma aberração.
 
O dia de Natal é o portal da fraternidade,
E nele, se sincero, deseje a todos bons ventos,
Peça para os outros a felicidade,
E que amansado sejam corações e pensamentos.
 
Congraçar a humanidade tem sido esperança,
Muito se tenta sem conseguir.
Se não damos exemplos às crianças
Como poderá um novo ser evoluir?
 
Nesse imenso Universo que é o Deus que procuramos,
A Ele o ofendemos com nossos atos e pensamentos,
Pensem, não haverá dor e rejeição se nos fraternizarmos,
Porque  se  nega então à humanidade  a tal sentimento?

 
 

Compartilhar

A todos que por acaso leia este texto, desejo de coração que o Criador abençoe a fraternidade humana! Nós não estamos sós, somos incontáveis, e família se desagrega a cada minuto. Fracos que somos, deixamos-nos levar pela fantasia, pelo desamor e quedamos diante das imperfeições mundanas.
Vai aí meus desejos sinceros de que o Espírito do natal habite a cada um de nós e de a todos aquele abraço que gostaria de dar!

Feliz Natal! Num Rio de Janeiro transformado em sucursal do inferno

ubirajara Fernandes
19/12/2015