Site de Poesias

Menu

TRANSDOR

[Ilustração não carregada]

 

             

Oh não !

É  mentira!

É   outra

a  dor que

me  dói.

É  como o  indício 

que  repercute

em  círculos,

e se cala

sem  foco.

É  como parece

ser,  a  força   

da  luz,

na  tarde 

desse  jardim: 

- de uma outra 

tarde  e  em  um 

outro jardim -. 

Não !  Nada

consegue

omitir,

o  que  faz

doer  todas    

as dores.

Muito menos

a  que  mais  

me  faz   

sofrer,

incidindo 

no  agora !

A  exata 

outra  dor

que fere,

nesse  tão

tanto de mim

que dói . . .

 

 

 

 

                        

                                                                          

 

 


 

Compartilhar
versejando ( ao estilo de Pessoa )
10/10/2015

  • 1 comentário
  • 61 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados