Site de Poesias

Menu

FINJAS!

FINJAS!

Finjas sim, que gostas de mim!
Sei que será amor de mentira...
Mas serei feliz mesmo assim,
Vivendo na sombra que inspira

Estes versos de dor, de sofrer...
De um amor teu não esquecido
Do passado. Pois seria morrer,
Não ter teu amor mesmo fingido!

Vamos tocar nosso teatro da vida...
Eu catando migalhas pelo chão,
De tua atenção formal, fingida...
Enganando meu tonto coração

Que vai te amar e sofrer toda vida...
Morrendo lentamente de paixão!

Pedro Paulo da Gama Bentes-2015/08/28


Compartilhar
Pedro Paulo da Gama Bentes
02/10/2015

  • 0 comentários
  • 65 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados