Site de Poesias

Menu

o beija flor apaixonado.

 voce veio como o sol deslisando na aurora ,

entrando pelos vãos da minha vida

anjo torto, atrevido

com  a onda gigante 

avante

beija a praia ...

 

você fera

ferida de minha vida

açoitou meu coração 

como animal,

acoitadfo

coitado

ficou bobo,

embriagado

 

o que era concreto 

frafil, objeto

 antes secreto

boqueaberto mundo  

quase desnudou

 

você veio 

em minha frente no meio

apenas veio 

veio coma a água 

na boca sedenta

que me alimenta 

feito pimenta atrevida mexeu 

 virou minha vida

 

como o unico livro na prisão

queria  o poeta solidão 

pra viver 

sem você 

nem poderia mais viver 

 

podia a abóboda celeste

cair sobre o mar 

ne iria mundar 

a forma que você veio

 

numa canção 

ao meu lado 

sentado o amor proibido

nem mensmo ameaçado 

 

ele é forte

como vidro de cristal

é franco

uma monhtanha de pedra

que nao se arreda

nem mesmo ao pior inimigo

 

  feito farol 

da luz do porto 

seguro de mim 

meio torto por te amar-te

tao cedo

com medo

de dizer o o que sente

sou errado

sou gente

pecador

social

 

se estas agora

lá fora

 falando de amor consigo mesma

quae a aesma  

 

ouça a a nossa canção

volatil

meio tristonha 

mas sorridente, risonha  

nao por ser carente 

 apaixonada.

 

seu valor no tesouro

de nada valia 

se nao fosse o dia 

que te encontrei 

te vi 

vi te 

nao importa

que  a porta é esteja  tracada

amada 

um cdia foi 

mas se foi 

nao ira 

 solidao ficar 

 

você nao veio

mas iremos 

voar pelos ares

pelos ventos uivantes 

da floresta encantada 

naquela velha estrada 

empoeirada 

 

e foi assim 

longe do fim 

de mim 

 

deu  pra ver 

voce 

chegar aqui

e nunca mais sair

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhar
JÂNIO MOREIRA
27/07/2015

  • 1 comentário
  • 39 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados