Site de Poesias

Menu

“Naquela Noite”

 

 

 

 Naquela noite...

Queria eu sarar a tua dor,
Tecer, em mim mesmo, todo teu sofrimento,
Te arrancar todos os teus medos e tormentos,
Te fazer eterna e morrer por ti naquele momento.
 
Naquela noite...
Queria ser o sol, a seca que iria rachar o solo
Do chão dos teus olhos,
Secar cada gota antes que tocassem ao chão,
Me cortar a carne em tua dor,
E desfalecer, se necessário for.
 
Naquela noite...
Queria tocar em tua pele,
Te proteger do vento frio,
Ser teu agasalho,
Teu protetor e teu braço,
Olhar em teus olhos,
E tua boca sem embaraço.
 
Naquela noite...
Queria ser teu espelho embaçado,
Um retrovisor quebrado,
Um espelho sem aço
Que iria lhe impedir de ver o teu passado.
 
Naquela noite...
Queria, quis e ainda quero tudo isso,
Porque naquela noite teus desabafos
Me contaram sobre você,
Contaram mais do que eu havia imaginado,
Por isso, naquela noite desejei,
Não como queria minha carne,
Mas como queria meu coração,
Ser teu forte e proteção,
Para que nunca mais eu veja cruzar o teu rosto,
Uma lágrima em vão.
 
Autor: André Xavier

Compartilhar
André Xavier
18/05/2015