Site de Poesias

Menu

Armas para quem anda de fogo...

 
I
Pra que querer “direitos” que bandidos
detém porque não vivem sob a lei?
Direito para andar armado eu sei
concede poder só para iludidos...
 
Se nem policiais têm defendidos
a vida e o ir e vir, dons que eu amei
ao me entender por gente e me enganei
porque esse mundo é mal e hei-nos perdidos...
 
Quem é que vai treinar o cidadão
se quem é da Polícia e anda armado
tem treino, mas é sempre assassinado?
 
Vantagem sempre vai ter o ladrão
que chega e não avisa, mete a mão
e quem sai vivo é bem aventurado...
 
II
Ei! Essa indústria suja do armamento
não pensa no seu bem. Só quer lucrar!
Há tempo faz você acreditar
que pode defender-se, mas lamento...
 
Andar armado pode, num momento,
a vida de inocente, oh sim, ceifar
por não poder, enfim, se controlar
no trânsito ou num bar... Que sofrimento!
 
Escolha pelo voto alguém decente
que tenha peito e mande recolher
as armas dos bandidos e o poder!
 
As armas dos bandidos vêm de gente
que tem seu voto e finge-se inocente,
pois esse lucro já não quer perder...
 
III
 
A CBC, empresa brasileira
de arma e munição, ganha dobrado,
pois vende pro bandido e pro estado...
O lucro para ela é qual bandeira!
 
A munição e a arma, se estrangeiras,
adentram no país por todo o lado!
Tem muito aeroporto planejado
pra contrabandear qual fosse feira!
 
Cadê o “helicoca”? Virou gás.
Faz pouco tempo, mas foi esquecido...
O dono é um político bandido!
 
Mas para os cães raivosos tanto faz
desejam suas armas, sua paz,
à custa do eleitor pobre, iludido...
 
Ronaldo Rhusso

 
 

Compartilhar
RONALDO RHUSSO
15/05/2015