Site de Poesias

Menu

Poço dos desejos

No fundo do poço
Tem água pura e cristalina
Fico parado em sua beira
Água que me encanta, me ilumina...
Me inspiro então em um desejo mais profundo que o poço
Gostaria que refletisse sua imagem
Imagem que domina o meu pensamento
Que trás você aqui bem perto
E que por um momento
O desejo dá certo...
Desejo então mais que momentos
Desejo que seja de verdade
Desejo não mais desejar
Queria que fosse realidade...
O poço me faz desejar
O reflexo de suas águas
Só me fazem lembrar
És poço dos desejos
Apenas desejos
Nada mais de desejos...
Coloco os pés no chão
Me ligo na emoção
Bem vindo á realidade
Estou de volta á solidão

Apenas desejos...

Compartilhar
Eduardo Vieira
26/02/2015

  • 0 comentários
  • 247 visualizações neste mês
  • sob licença creative commons
    Você pode distribuir este poema, desde que:
    • Atribua créditos ao seu autor
    • Não use-o comercialmente
    • Distribua-o sob essa mesma licença