Site de Poesias

Menu

O Vento e o Tempo

 



 


Deserto
Nada nem ninguém por perto.
Só o vento arrasador
A arremessar a terra,
Destruindo  o aglomerado
Dos grãos de areia,
Destruindo rastros, pegadas,
Deixando apenas
Suas marcas onduladas,
Nada mais... 


Deserto
Nada e ninguém por perto
Só o tempo arrasador
Levando  consigo
Lembranças, sentimentos,
Pessoas e sorrisos,
Deixando lágrimas, solidão,
Esquecimento. 


Calmaria,
Nenhum sinal do que fomos. 


Deserto,
Nada nem ninguém por perto,
Só o tempo e o vento
Arrastando a vida.


 


 

Compartilhar
Nair Damasceno
20/02/2015

  • 7 comentários
  • 799 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados