Site de Poesias

Menu

COISAS

 

Consecutivamente, e ponderando em ti.

Olhar estendido, para caminho distante.

Perseguindo dias, tristemente doravante.

Assim como viverei, assim como eu vivi.

 

Ampliarei contudo, minha eterna alegria.

Por viver, deveras, feliz, uns dias a mais.

Contadas mil palavras, e separadas atuais.

Como o todo tempo, assim, contigo fazia.

 

Retocarei tua imagem, destorcida então.

Dentro de tímido, e íntimo pensamento.

Pintura, lembrança, simples livre intento.

Guardar-te eternamente, dentre coração.

 

Sobraram mágoas, lamentando tanto eu.

Jogadas fora, ainda vivendo soltas no ar.

Explicando,eu jamais me permito sufocar.

Coisa simples, e esperança nenhuma deu.

 

Compartilhar
izildinha renzo
11/02/2015

  • 0 comentários
  • 30 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados