Site de Poesias

Menu

NÃO SOU TEU BEM

Eu sou a tua tristeza,
Sou tua forte melancolia.
Teus dias de duras incertezas.
E saudades em noites frias.

Eu sou tem mal maior,
Sou a tua profunda angústia sentida.
As lágrimas que em tua face rolam,
Das alegrias não sentidas.

Eu sou teu espectro noturno,
E a tua crua esperança inesperada.
O sofrimento moral que tua alma cobra,
Sou sinuosidades íngremes de uma nociva estrada.

Eu sou a dor em tua carne,
Sou a mais infame de todas as maldades.
A tua labirinta perdição indesejada,
E o teu pior conto de fadas.

Sou a tua pior indecisão,
O desalento que mora em teu coração.
Sou os sonhos sem qualquer significado,
E a versada vontade sem ação.

Eu sou aquele que em lágrimas precisa partir,
Para que a felicidade possa abraçar-te.
Quando mais longe, bem longe me for de ti,
Teus lindos lábios, mais cedo, voltarão a sorrir.

Autor: Jeovam A. dos Santos.

Compartilhar

Às vezes o nosso amor deixa de ser um bem para a pessoa amada e passa a ser mais algo nocivo do que algo bom; é quando precisamos entender que está na hora de sair de fininho e libertar a pessoa amada. Abraços a todos que curtirem e compartilharem. (protegida por lei – se fizer uso, favor dar os créditos ao autor... ( Jeovam A. Dos Santos). Prado-Bahia, Brazil. Prado, Bahia, Brazil

Jeovan A. dos Santos
09/01/2015