Site de Poesias

Menu

Estrela

[Ilustração não carregada]


A maioria não entende...

Mas em algum lugar

Você deve existir...

Como uma estrela em meio a tantas outras que brilham...

Alguma só, deve brilhar mais forte...

Como um sorriso que você nunca esqueceu...

Como um chorar que depois compreendeu...

Como um olhar que a vida não apagou...


Quando o sol vai-se lindo

E pinta antes o céu,

Deixa o ar quente e doce

Como a boca com mel...

E eu andando na rua,

Distraída com o ar,

Me comovo com a lua

Grande e só a chegar...

E os sábados à noite são tão tristes sem você...

Estrela diferente, reluzente e incandescente...

Me incandesce o corpo...

Beija ardente a alma...

Sonhos meus alce voo...

Coração vem, acalma...


Estrela fantasia...

Estrela extasia!

Estrela só você...

Estrela onde estás?


Na multidão das dissonâncias das canções

Que a vida triste e melancólica produz...

No desespero iracundo do tambor,

Da percussão que ali encerra tanta dor...

Meu coração bate sangrando

E a vida assim eu vou levando...

Enquanto a lágrima caída

Beleza traz, mesmo doída...

A maioria não entende...

 

 

Compartilhar

poesia audio-visual: https://www.youtube.com/watch?v=OhQ8AgtXwI8 Artur Nogueira, SP - 9/2014

Rosely T. Sales
01/11/2014