Site de Poesias

Menu

Germinação

[Ilustração não carregada]

 

quanto ao verso que não compus

virou queixume das coisas 

lágrima e pus

correu nas narinas do tempo

perdeu-se no vão dos sentimentos


faço versos ao embalo

de canção uterina

entendo ser essa a minha sina

ouço a melodia

quem vem das entranhas

voz de muitas águas

cantam noite e dia

no riso e nas manhas


Úrsula Avner


* imagem retirada do Google sem informação de autoria

 

 

 

 

Compartilhar

queridos amigos e amigas deste amado Site de Poesias, estou de volta depois de tanto tempo sem postarÂ… Alegria imensa ... Germinando de novo e sempre ! Bjo carinhoso a todos !

Úrsula Avner
27/06/2014