Site de Poesias

Menu

“O meu primeiro Eu te Amo”

 
 
Eu não sou da tua laia
Não sou da sua praia
Mas se quiser aprendo a surfar
Aprendo a nadar, aprendo a laiar
 
Eu não sou muito de futebol
Acho tudo isso um besteirol
Mas se quiser eu aprendo a torcer
Deixo de ser tão duro, fico molengo
E torço pro flamengo
 
Eu não sou de cantar
Não tenho voz, ritmo ou canção
Mas se quiser eu danço a sua música
Entro na sua, toco violão
Se me prometer por um milésimo de segundo
Eu poder sentir o tato de sua mão
 
Eu não sou de esperar
Adianto o relógio pra logo chegar
Mesmo que ainda não saiba onde ir
Mas se quiser eu o atraso
Conto de segundo em segundo
Só pra não te ver partir
 
Eu não sou de ficar parado, aquietado
Mas se quiser eu paro, aquieto
Se me devolver  o chão
E me prometer um pedacinho do teu teto
 
Eu não sou de me calar
Mas se quiser fico mudo
Esqueço das palavras
Do alfabeto e das vogais
Se me prometer não ir embora, jamais
 
Eu não sou de escrever sobre o que sinto
Não diretamente
Escrevo na terceira pessoa
Disfarçadamente
Nunca escrevo a frase dita aqui dentro
Não sou de escrever Eu te amo
Mas se você quiser eu escrevo
Porque a verdade é que te amo.
 
Autor Andre Xavier
 

Compartilhar
André Xavier
11/06/2014

  • 0 comentários
  • 35 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados