Site de Poesias

Menu

Mãe II

 
Eu tive muito tempo pra dizer,
mas não senti vontade qual agora
e a morte lhe levou antes da hora
deixando essa pendência em meu viver...
 
Não há mais o que possa, enfim, fazer!
Não adianta ir chorar lá fora...
Não há como dizer para a senhora
do meu amor e isso é de doer...
 
Esses meus versos servem para nada
e sinto esse vazio impreenchível.
Que filho merda eu fui! Fui insensível...
 
É tão difícil continuar na estrada
sentindo a dor que rasga feito espada!
O tempo que perdi é irreversível...
 
Ronaldo Rhusso
 

 
Não é que eu não tenha dito: "- Mãe eu te amo!" milhares de vezes, mas, parece a mim que ainda que eu tivesse dito milhões vezes milhões não teria sido o suficiente... Que pena!

Compartilhar
RONALDO RHUSSO
10/05/2014